Página inicial‎ > ‎Artigos‎ > ‎

Capela de Santo Antão da Quinta do Cerquito, Paio Mendes

 
 
 
Ficha Técnica
 
 
Característica Arquitectura Religiosa

Classificação Conjuntos Edificados
 
Localização Paio Mendes
 
 
Especialista Dr.ª Ana Torrejais
 
Morada Freguesia de Paio Mendes, Lugar do Casal da Mata
 
Referência co_Paio_13
 
Propriedade Particular
 
Enquadramento Quinta do Cerquito. Edifício independente da construção habitacional.
 
Notícias Históricas Os antigos comendadores de Dornes tinham os seus aposentos na Quinta da Granja ou do Cerquito, localizada no Casal da Mata, termo da mesma Vila. Segundo António Baião, e de acordo com um Tombo da Vila de Dornes datado de 1504, era então constituída por um assentamento de casas, onde se incluíam os aposentos do comendador, celeiro, covas de pão, adega, casas onde se alojavam os azeites, estrebaria, curral e vários anexos. Em torno destas dependências desenvolvia-se um amplo circuito (daí o nome de Quinta do Cerquito que igualmente se aplica a esta herdade) de terras de semeadura, vinhas, olivais, pomares e a grande Mata e Souto da Ordem de Cristo. Por sua vez, junto das dependências habitacionais, localizava-se ainda uma ermida, de invocação a Santo Antão, a qual, de acordo com o padre António Carvalho da Costa, havia sido mandada erigir por D. Isabel de Sousa, irmã do importante Comendador-mor de Dornes, Dom Frei Gonçalo de Sousa.
Um tombo da Vila de Dornes, datado de 1753, de que então era Comendador o próprio Infante D. Pedro, inventariou o espólio da referida ermida, do qual se destacava a grande imagem esculpida em pedra do eremita São Antão, que nessa altura figurava sobre a mesa de altar.
 
Descrição Arquitectónica A capelinha de Santo Antão da Quinta do Cerquito, trata-se de um templo recentemente reconstruído pela actual proprietária da quinta, por sugestão de Paulo Alcobia Neves. A reconstrução do templo foi baseada num antigo esboço de Alfredo Keil, uma vez que da construção primitiva apenas subsistiam as fundações.
Actualmente, este apresenta-se como um pequeno edifício de planta quadrada, pé direito pouco elevado e cobertura em telhado de duas águas, sendo a fachada principal constituída por porta, janela e óculo. A frontaria termina numa platibanda semi-circular. Antecede a entrada do templo a antiga imagem de Santo Antão, já bastante mutilada, tendo sido aplicada argamassa de natureza desconhecida no preenchimento de algumas lacunas. Esta imagem, de talhe rude, é bastante idêntica à que se conserva no Museu Arqueológico do Carmo, igualmente figurativa de Santo Antão; está datada como sendo do século XV e é provavelmente originária de uma oficina de produção coimbrã.
 
Estado de Conservação Edifício de recente construção.
 
Intervenções Realizadas Edifício reconstruído no ano de 2001
 
 
 
Bibliografia
 
BAIÃO; António; Vila e Concelho de Ferreira do Zêzere; Imprensa Nacional; Lisboa; 1918; páginas 44 a 46 e 231.

CARDOSO; Padre Luis; Diccionario Geografico (...); 44 Volumes; Biblioteca Real; 1758-1832; Volume 27; Nº 26; Fólios 153 a 156

COSTA; Padre António Carvalho da; Corografia Portugueza (...); Tomo III; Lisboa; Oficina Real Deslandesiana; 1712; Fólios

MALHEIRO; Bartolomeu de Macedo; Notícias das Igrejas do Bispado de Coimbra; Academia Real da História Portuguesa; 1726; Fólios 155 (v) a 156