Página inicial‎ > ‎Artigos‎ > ‎

Capela de Santa Teresa nas Besteiras, Águas Belas

 
 

Ficha Técnica
 
 
Característica Arquitectura Religiosa

Classificação Capelas
 
Localização Águas Belas
 
Especialista Dr.ª Ana Torrejais
 

Morada Lugar de Besteiras, Freguesia de Águas Belas

Referência a_Belas_02
 
Propriedade Bispado de Coimbra

Enquadramento No centro do lugar, rodeada por casario e por uma estrada que lhe é contígua. Recentemente foi construído, paredes meias com esta capela, um estabelecimento comercial que serve de apoio à realização das festas anuais em honra da santa padroeira.
 
Notícias Históricas A data de fundação e respectivo encomendante deste templo são ainda desconhecidos. No entanto, também esta capela é referida em 1758 pelo já citado pároco de Águas Belas, José da Mota Ribeiro, nas suas Memórias Paroquiais. Aparece ainda uma referência a este templo nas Notícias das Igrejas do Bispado de Coimbra de Bartolomeu de Macedo.
 
Descrição Arquitectónica Imóvel que goza de um péssimo enquadramento, do qual ressalta o anacronismo evidente entre a capelinha de formas singelas e o volume esmagador da construção recentemente edificada junto do pequeno templo. O conjunto é, por esta razão, não harmónico, o que prejudica a leitura estética do edifício religioso.
Resultado das várias campanhas construtivas a que este templo foi sujeito ao longo dos tempos, o pequeno volume saliente a que normalmente corresponde a sacristia, expandiu-se para vir ocupar parte da fachada principal do edifício, através da qual se acede a esta dependência.
Não obstante, arquitectonicamente a capelinha de Santa Teresa apresenta-se como uma construção de planta longitudinal, nave única e cobertura em telhado de duas águas, na junção das quais se ergue a cruz de Cristo. Na fachada principal apenas existe uma pequena janela junto da entrada; por sua vez, sobre o lado direito do beiral ergue-se um pequeno campanário, finamente relevado com ramagens e a cruz de Cristo.
Pelo interior, o tecto apresenta-se madeirado a três planos, sendo o pavimento coberto por mosaico cerâmico.

Património Integrado No interior da capela de Santa Teresa apenas existe um altar, correspondente ao altar-mor, obra realizada em talha policromada, e na qual foi deposta a imagem de Santa Teresa, recolhida no interior de um pequeno nicho e protegida por vitrina.
É a imagem padroeira ladeada pelas de Nossa Senhora de Fátima e do Sagrado Coração de Jesus, ambas de recente produção. Existem ainda mais duas imagens, colocadas sobre mísulas justapostas à parede nascente, as quais representam Nossa Senhora de Fátima (lado do Evangelho) e Santo António com o Menino nos braços (lado da Epístola).
O interior deste templo foi ainda recentemente revestido por um silhar de azulejos de produção industrial, executados em tons de azul, amarelo e branco, cujo padrão obedece a um módulo de repetição 2X2/2, numa altura de 8 unidades.
 
Estado de Conservação Edifício reabilitado, com manutenção regular. Aparentemente, o estado de conservação do imóvel e do correspondente património integrado revela-se estabilizado. Contudo, a área de envolvência do templo necessita de ser redefinida.
 
Classificação: Grau 4 - Edifício reabilitado ou reconstruído.
 
 
Bibliografia
 
BAIÃO; António; Vila e Concelho de Ferreira do Zêzere; Imprensa Nacional; Lisboa; 1918; página 308

CARDOSO; Padre Luis; Diccionario Geografico (...); 44 Volumes; Biblioteca Real; 1758-1832; Volume 1; Nº 49; Fólios 355 a 358

MALHEIRO; Bartolomeu de Macedo; Notícias das Igrejas do Bispado de Coimbra; Academia Real da História Portuguesa; 1726; Fólios 199 (v) a 200