Página inicial‎ > ‎Artigos‎ > ‎

Capela de Nossa Senhora da Luz em Vila Verde, Areias

 
 
 
Ficha Técnica
 

Característica Arquitectura Religiosa

Classificação Capelas
 
Localização Areias
 
Especialista Dr.ª Ana Torrejais
 
Morada Freguesia de Areias, lugar de Vila Verde
 
Referência a_Areias_14
 
Propriedade Bispado de Coimbra
 
Enquadramento A capela de Nossa Senhora da Luz localiza-se no centro do lugar de Vila Verde, sendo rodeada por casario e por uma estrada que lhe é contígua. Em torno da capelinha desenvolve-se um pequeno adro.

Descrição Arquitectónica Apresenta-se a capela de Nossa Senhora da Luz como um templo de planta longitudinal e cobertura em telhado de duas águas, na junção das quais se ergue o campanário encimado pela cruz de Cristo.
Compõem a fachada principal uma porta ladeada por duas janelas, desprovidas de volantes ou vidraças, as quais apresentam como única protecção um simples gradeamento. No fecho do lintel da entrada foi esculpido, em alto-relevo, um brasão muito interessante, que representa um coração inscrito numa cartela.
O interior é de nave única, não existindo qualquer demarcação entre este espaço e a capela-mor. O tecto é madeirado e de três planos, sendo o pavimento recoberto por lajes.

Património Integrado O altar é constituído por uma tela, de grandes dimensões, pintada a óleo, na qual se encontra representado um coro de anjos músicos que dão graças e ofertam a Senhora da Luz. Os gestos e os olhares dos anjinhos dirigem-se para o centro da composição, ocupado pelo nicho onde se encontra a padroeira, escultura de pedra do século XVII. A imagem é muito interessante, pois representa S. João Baptista com uma ovelhita a ofertar Nossa Senhora, que segura nos braços o Menino. Quer a imagem de Nossa Senhora, quer a de Jesus, apresentam-se exuberantemente coroadas. Fazem ainda parte da imaginária desta capela um Sagrado Coração de Jesus e uma Nossa Senhora de Fátima, ambas de recente produção.

Estado de Conservação Apesar de este templo contar com uma manutenção regular, as duas janelas desabrigadas que se abrem na fachada principal levam a que o interior da capelinha de Nossa Senhora da Luz esteja muito mais susceptível às variações termo higrométricas do exterior. Face a esta situação, o estado de conservação do património integrado encontra-se constantemente ameaçado.
Apesar da imagem da padroeira ter sido recentemente intervencionada (ano de 2006) e se encontrar, por agora, estabilizada, o mesmo não se pode dizer da pintura do altar, a qual apresenta empolamentos e destacamentos / desgaste ao nível da camada pictórica, em várias zonas da composição.

Classificação: Grau 3. Edifício que denuncia um estado de conservação razoável.
 
 
 
Bibliografia
 
SEQUEIRA; Gustavo de Matos (dirc.); Inventário Artístico de Portugal; Volume III: Distrito de Santarém; Lisboa; Academia Nacional de Belas Artes; 1949; Página 38 e 39