Página inicial‎ > ‎Artigos‎ > ‎

Estalagem dos Vales, Águas Belas

Ficha Técnica
 
 
Característica   Arquitectura Civil
 
Classificação   Edificações de Carácter Público 
 
Localização   Águas Belas

Especialista   Dr.ª Ana Torrejais
 

Morada Lugar das Besteiras, Freguesia de Águas Belas

Referência   bp_Belas_01
 
Propriedade   Particular

Enquadramento   A antiga Estalagem das Besteiras situa-se na esquina da rua que passava junto à Escola das Besteiras, à direita da chamada “Curva do Ferrador”.

Notícias Históricas   De acordo com Sá Flores, a antiga Estalagem das Besteiras foi fundada no ano de 1885 no decurso da construção da Estrada Real que, de Tomar, partia para a Beira Baixa. Aqui funcionava a “Mala Posta”, ou seja, a casa onde se rendiam os cavalos que transportavam os mensageiros e onde estiveram hospedadas pessoas ilustres da vida nacional, tais como o actor Taborda, o rei D. Carlos e o humanista Alfredo Keil. Um dos últimos proprietários desta estalagem foi D. Maria Flores, que comprara estas instalações a Ana Rodrigues para o seu marido aí exercer como ferrador. De facto, ainda hoje o local onde se erguem as ruínas da extinta Estalagem das Besteiras é conhecido pela “Curva do Ferrador”.

Descrição Arquitectónica   A antiga Estalagem das Besteiras, hoje bastante arruinada e totalmente abandonada à intempérie, apresenta-se como um imóvel de planta longitudinal, que ainda conserva parte da sua cobertura em telhado de duas águas, cujas vertentes repousam sobre um beiral de beira e bica. A frontaria, em parte derruída, apresenta-se dividida em três vãos: o primeiro é constituído por uma sucessão de três portas ladeadas por janelas e corresponderia, muito provavelmente, à zona de repouso; o segundo é constituído por uma porta de maiores dimensões, igualmente ladeada por uma janela (corresponderia ao acesso a uma outra área de serviço); o terceiro é ocupado por um grande portão, ladeado por duas pequenas frestas, provavelmente destinado ao recolhimento da Mala Posta.

•Planta: Casa térrea de planta longitudinal
•Cobertura: Conserva-se ainda parte da cobertura, que é em telhado de duas águas. Beiral de beira e bica
•Cor: Branco (?)
•Datação Proposta: 1885 

Estado de Conservação   Tal como já foi referido, a antiga Estalagem das Besteiras encontra-se em péssimo estado de conservação, ameaçando ruína, sob o risco de se vir a perder irremediavelmente. Classificação: Grau 1 – Edifício arruinado, parcial ou totalmente desaparecido.
 
 

Artigos Relacionados
 
 
 
Bibliografia